APL Alimentos

Busca

Cadeia do Mel

« Voltar


 n/d

                                                                                                                                   

Desde os tempos mais remotos, o mel foi utilizado pelo ser humano e considerado um produto especial. Evidências de seu uso aparecem desde a pré-história, com inúmeras referências em pinturas rupestres, como na Espanha e na Serra da Capivara, no Brasil, e em manuscritos e pinturas do antigo Egito, Grécia e Roma. A utilização do mel na nutrição humana não deveria limitar-se apenas a sua característica adoçante, como excelente substituto do açúcar, mas principalmente por ser um alimento de alta qualidade, rico em energia e inúmeras outras substâncias benéficas ao equilíbrio dos processos biológicos de nosso corpo. Além de sua qualidade como alimento, esse produto único é dotado de propriedades nutracêuticas, sendo utilizado na medicina popular sob diversas formas e preparados fitoterápicos.

 

A Apicultura na Região Sul

A apicultura vem crescendo como atividade econômica na região de clima temperado do Brasil, mantendo os estados do extremo sul entre os maiores produtores nacionais, elevando o país à condição de exportador de mel e aproximando-o aos maiores produtores mundiais desse precioso alimento.

Entretanto, além de despontar como produto de exportação que já afeta a balança comercial brasileira, o mel apresenta-se como gerador de ocupação e renda a dezenas de milhares de agricultores no país, contribuindo para a segurança alimentar e para o fomento ao associativismo e cooperativismo.

Investimentos no setor da apicultura são uma boa estratégia para a geração de renda e uma extraordinária área de atuação para cooperativas já organizadas e grupos de apicultores e apicultoras em formação. Esse processo vem crescendo na região Sul, onde abundantes floradas contribuem para o sucesso do setor apícola. 

A apicultura tem muito a contribuir para o desenvolvimento rural sustentável, devendo ser considerada atividade indispensável para sistemas de produção de base ecológica, por meio da qual fica garantida a polinização dos cultivos, a produção de excelente alimento para o consumo direto ou agroindustrial e a geração de renda às famílias. Para tanto, vários aspectos precisam ser considerados pelos produtores, desde a preparação das colmeias, seu povoamento e a correta localização do apiário, até a flora apícola, os manejos para a produção de mel e os manejos avançados que garantem a saúde e a produtividade dos enxames. 

Uma série de publicações da Embrapa Clima Temperado estão disponíveis em nosso site, onde tais aspectos e muitos outros são apresentados e discutidos de forma clara e sucinta. 

 

Características da Cadeia do Mel no APL Alimentos

A cadeia produtiva do mel no APL Alimentos é representada por 100 produtores primários organizados em associações, cooperativas e agroindústrias, o que representa menos de 10% dos produtores localizados nas cidades de Pelotas, Rio Grande, Camaquã, Morro Redondo, Arroio do Padre, Turuçu, Bagé, Canguçu e Capão do Leão. Possuem atuação associativa forte na região, com o desenvolvimento de projetos que visam o fortalecimento e ampliação da cadeia, como no caso do projeto de registro e certificação de produtos SIF, ações de acesso ao mercado e busca de certificação de produtos. O setor é representativo, em função do número de produtores atentidos e pelo fato dos principais elos da cadeia produtiva estarem localizados na região.

 

N° de produtores:

100 produtores organizados

1.000 no total

Produção Anual em Toneladas: 100 toneladas

(EMBRAPA, 2013)

 
 
 
 
 

Agenda

   
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Eventos Data Atual
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Área de Abrangência

 
 
 
 

Governança





Convênio


 

Nossos Contatos

53 3275 8194

 
 
 
PluGzOne - Criação de Sites e Desenvolvimento de Sitemas Web, Mailmarketing, SMS em Pelotas - RS